A psicoterapia psicanalítica analisa o sintoma da criança na dinâmica familiar, proporcionando a expressão de seus próprios pensamentos, sentimentos e emoções, ajudando-a a desenvolver seus próprios recursos para realizar as mudanças necessárias e estabilizar-se. Após a definição do diagnóstico, a psicoterapia pode ser indicada como parte do tratamento, em conjunto ou não com a medicação.

Na infância, o terapeuta utiliza métodos apropriados - como desenhos, jogos e histórias - para facilitar a expressão de fantasias, medos e frustrações que podem prejudicar o desenvolvimento saudável e a estruturação da personalidade da criança.